segunda-feira, 2 de março de 2009


Quando tudo for pedra, atire a primeira flor;
Quando tudo parecer caminhar errado,
seja você a tentar o primeiro passo certo;
Se tudo parecer escuro, se nada puder ser visto,
acenda você a primeira luz, traga para as trevas,
você a primeira lâmpada;
Quando todos estiverem chorando, tente você o primeiro sorriso; talvez não na forma de lábios sorridentes, mas na de um coração que compreenda, de braços que confortem;
Se a vida inteira for um imenso não, não pare você na busca do primeiro sim, ao qual tudo de positivo deverá seguir-se;
Quando ninguém souber coisa alguma, e você souber um pouquinho, seja o primeiro a ensinar, começando por aprender você mesmo, corrigindo-se a si mesmo;
Quando alguém estiver angustiado à procura, consulte bem o que se passa, talvez seja em busca de você mesmo que este seu irmão esteja;
Quando a terra estiver seca, que sua mão seja a primeira a regá-la;
Se a porta estiver fechada, de você venha a primeira chave;
Se o vento sopra frio, que o calor de sua lareira seja a primeira proteção e primeiro abrigo.
Se o pão for apenas massa e não estiver cozido, seja você o primeiro forno para transformá-lo em alimento.
Não atire a primeira pedra em quem erra.
Ofereça sua mão primeiro para levantar quem caiu; sua atenção primeiro para aquele que foi esquecido; seja você o primeiro para aquele que não tem ninguém;

Quando tudo for espinho, atire a primeira flor; seja o primeiro a mostrar que há caminho de volta, compreendendo que o perdão regenera, que a compreensão edifica, que o auxílio possibilita, que o entendimento reconstrói.


(desconheco autoria)

11 comentários:

IsaLenca disse...

Lina, brinca e continua a brincar e não ligues ao que não interessa ligar.
Nós andamnos por aqui para dar força e tentar divertir e mimar as Amigas. E acho que são mais as que te mimam do que os(as??) que mandam bocas. E, assim, tens é de ligar apenas e só a quem te mima! Toca a animar mulher. Mostra que és superior a essas palermices...
Bjs.

Anónimo disse...

Lina, li o que colocou e simplesmente acho que se sente triste, mas deixe que lhe diga que tudo o que já passou deveria ter-lhe deixado o ensinamento de não ligar a atitudes de outros de tão pouca importância. Pense que cada um é livre de se manifestar quer a gente goste ou não. Sabe eu costumo dizer que os cães ladram e a caravana passa.
Também sei que há brincadeiras que magoam mas não é por isso que deverá deixar de ser a guerreira que parece existir em si.
Já discordei e já fiz crítica em comentários, mas não é por isso que deixo de admirar pessoas como voçê.
Minha cara está um dia lindo cheio de sol abra a janela, respire fundo e abra-se para a vida que é o que mais interessa.
Tudo de bom para si.

Um abraço

Maria

Zezinha disse...

Espero k hoje te encontres bem melhor..um bjo no coração

NATTY disse...

Amiga Lina, vou deixar-te uma mensagem Celestial do dia:

"SER COMPASSIVO"

QUANDO NOS ESFORÇAMOS POR COMPREENDER OS OUTROS, POR NOS PÔR NO SEU LUGAR, QUANDO PROCURAMOS ENTENDER O SEU PONTO DE VISTA, ESTAMOS A SER COMPASSIVOS. NINGUÉM É PERFEITO, DÊ SEMPRE UMA SEGUNDA OPORTUNIDADE, SEJA COMPASSIVA, ACEITE QUE OS OUTROS TÊM LIMITAÇÕES E ERRAM.
O SENHOR É COMPASSIVO!...

UM ENORME BEIJO E FICA BEM.
Natty

Lina Querubim disse...

Obrigado a todas :)
Isa,já passou!

Maria,a frase é essa mesmo "os cães ladram e a caravana passa."

Zézinha,estou melhor sim!
Deixo aqui um beijinho especial para ti que tás caídita hoje!

E Natty, obrigado pela oração todos nós eramos e temos direito a uma segunda oportunidade!

E agora, beijosssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss pra todas ;)

Lina Querubim disse...

Maria boa tarde,
A Maria é quem eu penso?
Desculpe perguntar porque Marias há muitas e depois de deixar aqui o meu agradecimento fiquei a pensar...será a Maria do outro Blog?
Beijinhos ;)

Anónimo disse...

Olá querida Lina

Sim sou eu, simplesmente Maria, a sua fofa (não fufa) anómina que se reclama como uma sua sombra.

Acho-a uma pessoa muito positiva e, sinceramente desejo-lhe tudo de bom, mas não se deixe intimidar por uns meros personagens que de estrutura nada possuem. São uns meros palhaços, bobos da corte, que tentam, mas raramente consseguem, ter alguma piada.

Pessoalmente não lhes ligo peva, são mera poeira deste mundo, andam por lá, apesar de por vezes serem incómodos. Nada melhor que uma boa dose de óleo de cedro e continuamos a nossa vida.

os pobres imbecis não compreendem o que passamos,antes durante e após esta doença.

Todas nós temos os nossos dias, uns melhores outros piores, são as dores nas articulações o stress, enfim a Lina sabe do que falo e dar o devido valor.

Sabe o que devemos fazer a meninos mimados e birrentos e a pseudo-moralistas como a familiar da Isalenca, simplesmente ignorá-los pois nem desprezo merecem, quando a tratam como o fizeram.

Gosto do debate, de discordar com posições com as quais não me identifico, mas fundamento e explano o que penso, dando o meu contributo na diversidade de ideias. Continuo a achar que é do confronto saudável, aberto e sincero que fazemos o nosso caminho de uma forma mais digna.

Quanto ao resto são dores do crescimento. Tirem daqui as ilações que quiserem.

Um grande beijo e não se esqueça que continua a ser uma Guerreira e Marquesa

Maria

Lina Querubim disse...

Boa noite Maria
Nem imagina como fiquei feliz com as suas palavras...tem coisas que nem todos entendem e vêem da mesma forma.Não foram as "Personagens" que já fazem parte da casa que magoaram porque eu só brinco porque quero, foi a nova que diz ser minha amiga ofende e faz com que eu pareça aquilo que não sou. Depois apareçe um(a) anónima(o) para me mal tratar.
Eu não respondi e como não o fiz voltou com novo post.
Obrigado e continuação de boa noite!

Lina Querubim disse...

Maria
Desculpe aqueles nomes que lhe disse algumas vezes mas eu julgava que era alguma das minhas amigas brincalhonas :) mas reparo que só aparece aqui nos momentos em que estou mais fragilizade porque alguém me ofendeu.Porque não vem mais vezes?
É no minímo estranho não acha?
Que posso pensar Maria?
Começo a ficar com medo mas pessoas que aqui escrevem e eu não sei quem são...mas agradeço a Guerreira somos todas que passámos por momentos complicados e continuamos a lutar um dia de cada vez ;) hoje encho-a de perguntas a Maria vem do blog do teatro?
Beijinhos e desculpe as perguntas :)

Simplesmente Maria disse...

Lina

Antes de mais, quero-lhe dizer que a Lina não tem de me pedir desculpas de nada, o que existiu foi um confronto de ideias e posições onde cada uma explanou a seu sentir, a sua maneira de estar, de sentir e modos de encarar as coisas. Como é óbvio, nisto de debater ideias, posições e pontos de vista, pode-se sempre atingir níveis de diferente tipo de cordialidade e tornando a coisa mais colorida e intensa, mas o que interessa é o que, no final, podemos apreender de positivo para nós.

Em resposta às suas questões e assim tranquilizar o seu espírito, quero antes de mais dizer-lhe que não tenha medo porque estou cá por bem.

Como já anteriormente lhe tinha dito, de forma anónima, a minha postura na Blogoesfera é a de uma simples espectadora, de viajante silenciosa, mas sempre atenta.

Estou sempre presente neste e noutros Blogs, mas raramente intervenho. Não tenho muito gosto e, sobretudo, paciência para as conversas de circunstância e sem muito conteúdo que vou encontrando entre os diversos comentadores, que amiúde divagam sem coerência divergindo do que seria suposto comentar (Post).

Contudo, fico absolutamente furibunda, com ataques gratuitos, em especial quando desprovidos de sentido, de injustiças e mesquinhez, como os que por vezes lhe lançam. Assim quando sinto que a Lina está mais frágil, a precisar de um carinho ou uma palavra, cá estou eu de forma mais concreta, deixando um comentário.

Quem passa o que nós passamos e estamos a passar, porque isto deixa muito tipo de sequela, não é só uma questão de mutilação, sabe bem que cada dia é um dia e são sempre diferentes, que o nosso estofo e humores não são sempre os mesmos, o mínimo que podia esperar de certas comentadoras(es) era simplesmente um pouco de sensibilidade para lerem nas entrelinhas como poderá estar o nosso estado de espírito invés de nos lançarem ataques com o objectivo de nos colocarem mais para baixo.

Comecei a frequentar a Blogoesfera no Superglamorosas, mas como se foi transformando, em particular no que toca às comentadoras e respectivos comentários, numa espécie de Chá das Tias, onde para além das ditas, com suas fartas permanentes empoadas, temos uns quantos meninos mimados e birrentos a mandar umas larachas, ou se quiser, num Clube muito restrito onde o Lápis Azul funciona de modo acutilante. Aqui nunca fui interventiva, nem senti que fosse bem-vinda a presença de elementos estranhos ao núcleo duro. Daqui fui descobrindo outros cantinhos virtuais onde se inclui o seu.

Continuo, de forma regular, a passear pelos diversos Blogs, mas na minha serenidade, plena de calma, em silêncio, só surgindo de forma efectiva quando me sinto compelida a tal.

Pela sua postura sensível, alegre, expansiva, associada a uma certa dose de rebeldia, o que para algumas é, seguramente, sinónimo de se ser inconveniente, como aliás se verificou, levou-me a adopta-la, a criar um carinho especial por si (bem como por algumas das outras guerreiras que fui conhecendo)

No verdadeiro sentido da palavra somos, de facto, todas Guerreiras, mas até a mais forte das Guerreiras tem os seus dias e necessita do Descanso da Guerreira. È nesse momento que as restantes Amazonas deveriam tentar que o repouso da que está mais frágil fosse restaurador e seguro, nunca atacar, enfim…

Espero ter respondido e esclarecido as suas dúvidas

Um grande beijo, Saúde e Paz qb

Maria

Lina Querubim disse...

Boa noite Maria,
Sabe?
Eu criei o meu Blog faz no mês de Maio um ano mas...eu uso a Net há muitos anos frequentei uma sala de Chat a Vizzavi durante muito tempo até que fosse fechada.Tive muitos bons Amigos virtuais no qual ainda me correspondo com alguns e nesse meio existia sempre confusões eu acho que devia ter aprendido com isso mas parece que sou uma novata.Na altura devia ter sei lá...34 anos já tenho 43 quase 44 era para ter juízo :)
Mas a vida comigo teve momentos amargos e eu sempre tentei rir para não chorar, sou divertida, brincalhona e acho que se continuar assim vou ser uma "Velhota Menina" porque sempre fui assim,é claro que aprendi muito com estes anos e tenho muita dificuldade em calar o que sinto!
Se fôr num autocarro e alguém entra que precisa de lugar eu levanto-me como é óbvio mas...se vou em pé e vejo que ninguém dá lugar aiiiii tenho que perguntar se não vêem nada porque não contenho as palavras e quando não o faço por educação ou para não ferir a sensiblidade de outros,fica cá dentro e isso eu não aguento isto é apenas um exemplo!!!!
A vida é tão curta só andamos cá uma vez não entendo o porquê de tanta coisa...guerras...pedófilia,inveja,egoísmo,fome,etc...uns com muito outros sem nada!
Tem momentos na vida que é preciso levar um forte empurrão para acordar para ela mesmo(vida) eu não me arrependo nada que fiz, só me arrependo daquilo que não fiz.
E dou-me de corpo e alma a tudo que amo e gosto se calhar acabando por ser chata ihihihi mas sou assim Lina, simplesmente Lina

Beijos e boa noite!