quarta-feira, 30 de setembro de 2009

1de Outubro Dia Mundial do Idoso







<














A tigela de madeira ( adoro esta história é uma lição de Vida)

Um senhor de idade foi morar com o seu filho, a nora e o netinho de 4 anos de idade. Pela sua já avançada idade, as mãos do velhinho eram trémulas, a sua visão embaçada e os seus passos vacilantes…


A família comia reunida à mesa. Mas, as mãos trémulas e a fraca visão do avô atrapalhavam-no na hora de comer. As ervilhas rolavam da sua colher e caíam no chão. Quando pegava no copo, o leite era derramado na toalha da mesa. O filho e a nora irritavam-se com a bagunça…


- Precisamos tomar uma providência com respeito ao pai, disse o filho. Já tivemos suficiente leite derramado, barulho de gente a comer com a boca aberta e comida pelo chão, acrescentou a nora…


Então, eles decidiram colocar uma pequena mesa num cantinho da cozinha. Ali, o avô comia sozinho enquanto a restante família fazia as refeições à mesa, com satisfação.


Mais tarde, desde que o velhinho quebrara um ou dois pratos, a sua comida passou a ser servida numa tigela de madeira…


Quando a família olhava para o avô sentado ali sozinho, às vezes ele tinha lágrimas nos seus olhos… Mesmo assim, as únicas palavras que lhe diziam eram ásperas quando ele deixava um talher ou comida cair ao chão.


O menino de 4 anos de idade assistia a tudo em silêncio. Uma noite, antes do jantar, o pai percebeu que o seu filho estava no chão, manuseando pedaços de madeira.


Ele perguntou delicadamente à criança: O que estás a fazer, filho?


O menino respondeu docemente: Oh, estou a fazer uma tigela para você e a mamã comerem, quando eu crescer… O garoto de 4 anos de idade sorriu e voltou ao trabalho.


Aquelas palavras tiveram um impacto tão grande nos pais que eles ficaram mudos! Então lágrimas começaram a escorrer dos seus olhos...


Embora ninguém tivesse falado nada, ambos sabiam o que precisava ser feito. Naquela noite o pai tomou o avô pelas mãos e gentilmente conduziu-o à mesa da família. Dali para a frente e até o final dos seus dias ele comeu todas as refeições com a família.


E por alguma razão, o marido e a esposa não se importavam mais quando um garfo caía, o leite era derramado ou a toalha da mesa ficava suja…”


Esta história, de um autor desconhecido, mostra-nos que as maiores lições de vida por vezes vêm da mão de uma criança… O amor da Sagrada Família voltou a este lar, o qual ficou mais enriquecido. Acredite que não importa o tipo de relacionamento que tenha com os seus pais, você sentirá falta deles quando partirem. Precisamos amar e tornar digna a vida dos nossos pais, com tudo o que estiver ao nosso alcance.

(desconheço autoria)

14 comentários:

Natália disse...

Lina
Linda história,mas infelizmente ainda á muita gente que se esquece que um dia também vão ser velhos,e deve de haver tantos maus tratos por esse pais fora,e por vezes com pessoas a asstir e não teêm coragem para denunciar.
Eu como durante 12 anos sempre acompanhei o meu pai nas idas ao I.P.O.,sempre procurei tudo e mais alguma coisa para tentar minorar o sofrimento dele,quando ele faleceu trouxe a minha mãe para vir morar para pertinho de mim,não a trouxe para a minha casa porque ela na altura tinha 66 anos e acho que se sente mais á vontade na casinha dela tambem moramos a cinco minutos a pé duma casa á outra.
por isso custa-me muito ver certos velhotes tão sózinhos depois de uma vida inteira de trabalho e tanto terem lutado para criar os filhos e depois quando mais precisam são desprezados
Mas enfim é o mundo que temos.

Beijinhos

Lina Querubim disse...

Natália...eu fiz o mesmo pela minha Mãe até aos últimos dias...e lamento muito por todos os Idosos que são abandonados, mal tratados, etc...carregaram-nos 9 meses e fizeram de nós a pessoa que somos hoje. Eu tenho muito a agradecer e continuo a agradecer á minha Mãe pelos valores que me passou!
Pena que não esteja comigo...:( saudades...

Beijinhos

Natália disse...

Olá Lina
Bom dia
quanto ao abrir o teu blog eu agora faço assim:espero que o retângulo apareça mais ao menos a meio do que escreveste,e depois carregando na barra azul ando com ele para baixo e para cima e assim consigo ler tudo,depois fecho volto a abrir e ai é que começa a corrida a ver quem é que chega primeiro para comentar hehehe,quando eu ganho e começo a escrever fica tudo bem.Mas isto é uma doidice que tu nem imaginas,mas agora começou-me a acontecer o mesmo no da ALDA.

Beijinhos

Carminho disse...

Grande lição de vida...infelizes daqueles que não as entendem tantas vezes!!

Bjs Lina

Carminho

Xekim disse...

Olá Lina. Boa tarde.

Que bom que gosta de animais.
Hoje é o meu dia universal (Dia Mundial do Idoso).
Por isso, preciso de miminhos! Mas, sou um idoso (puto) de ténis, ganga, ou t-shirt. Recuso a minha idade, que só contou prá reforma. Recuso ir para um banco de jardim e passar o tempo a olhar pró relógio. Recuso...recuso....

PS. Tenho a provecta idade de 66 years.

Beijinhos a todos as (velhotas e não (velhotas). Inté...

Lina Querubim disse...

Olá Xekim
Hoje é dia Mundial do idoso mas 66 years não se é idoso...e se Deus quiser também hei-de ser assim :) tenho 44 anos e não me sinto com esta idade :p acho que vou ser uma eterna miúda ihihhihihi quem me conhece sabe como sou!
A idade está muito mais na parte fisíca das pessoas do que na cabeça. Tem jovens que são idosos de cabeça e vice-versa!
Mas hoje não quis deixar em branco os idosos que merecem todo o nosso respeito e que muitas vezes são largados em hospitais, lares, etc...e não querem saber mais deles!
Beijinhos

Olá Carminho
é uma lição de vida sim, tomara nós chegarmos á idade deles e termos muitas histórias para contar!
Beijinhos

Maria de Lourdes disse...

Lina é lindo.
Eu tive na minha quarta classe uma professora maravilhosa, que nos dava muitas lições sobre esse e outros temas do género.Posso ter esquecido muita coisa mas essas ficaram cá dentro e por alguma razão ainda na terça feira recebi dela um ternurento abraço.
beijinhos

Anónimo disse...

Oi Lina,é a Márcia novamente...espero que esteja bem.Esse texto me fez lembrar do meu netinho(5 anos)Gabriel,que ao visitarmos parentes viu o Tataravô comendo numa mesa separada,por esses motivos,e disse:o Vovô é tão alegre que come tocando musiquinha(porque tremia tanto que fazia um batuque no prato com a colher) e ele é tão bonzinho que deixa comida no chão pro cachorrinho que estava a comer com o rabinho agitado...é como o coração de criança vê as coisas...O Vovô tinha 96 anos.
Gostaria de mandar um beijim prá Natália e desejo grandes melhoras a ela.
A liberação da minha cirurgia prá prevenção do ca na mama contra-lateral saiu ontem,vou ficar com dois expansores nas duas mamas...paciência!
Vou fazer todos os exames pré-operatórios e marcar a cirurgia neste mes ainda...Na luta firme e forte na fé!!!
Lina um beijão prá voce em especial e a todos que passarem aí.

Lina Querubim disse...

Olá Maria
é bom que mantenhamos os valores que nos foram transmitidos na infância e ao longo da Vida!
Beijinhos fica bem!

Lina Querubim disse...

Márcia
lindo o que escreveu do seu Netinho :)) eu á muito tempo que não avós e nem tenho pais :(
Quero te dizer para ter esperança e acreditar que vai correr tudo bem com você!
Aqui encontra uma palavra de carinho apesar de ser virtual mas você é mais uma Guerreira por isso FORÇA, FÈ E ACREDITE!!!!
Beijinhos e fique com os Anjos

Lina Querubim disse...

Faltava o não TENHO

Anónimo disse...

Anonimo,não tão anônimo- Marcia diz:entendí.
Não consigo tirar esse anônimo,pois não sei mexer nesta máquina ainda.
Thanks pelo carinho e força prá esse corpinho de um metro e meio,pesando 39 quase 40 kilos(mas sempre fui assim)kkkkkk
Tô corajosa,não vejo a hora de fazer essa cirurgia logo,mas tudo no tempo de Deus...
beijim no coração.
O meu netinho diz pro papai do Céu "curar"eu logo prá me dar um monte de abraço de urso(bem forte),pois o expansor da mama esq.me dói e meus músculos ainda estão doendo...depois da radio
beijim de novo

Xekim disse...

Olá Lina.

Desculpe usar o seu blogue. Quero desejar à Márcia muita sorte nos seus tratamentos com fé em DEUS.

Márcia, um beijinho.

Anónimo disse...

Márcia diz,pedindo licença a Lina:
ÔÔÔÔ Xekim,de coração muuuiito obrigado,tudo de bom prá voce tambem e que Deus o abençoe!
beijim no coração