segunda-feira, 23 de junho de 2008

Arco-Íris




Arco-Íris

Cada dia tem uma guarnição de prata.
E cada dia de chuva deixa um brilho especial...
Um arco íris!!!

O Vermelho é a cor do amor, do romance e da paixão,
das rosas maravilhosas e do sangue que leva a vida.

O LARANJA é a cor da abundância, das frutas e

da colheita do outono com o pôr-do-sol glorioso.

O AMARELO é a cor da felicidade, do sol
e das flores brilhantes.

O VERDE é a cor da natureza, das árvores,
dos campos e dos bosques.
Assim como da Esperança.

O AZUL é a cor da vida, do céu claro, do ar que respiramos,
e da água que cobre a terra.

O ÍNDIGO é a cor da noite... e dos sonhos.

O VIOLETA é a cor da paz, do mar profundo
e dos raios do amanhecer.

A vida é um arco-íris maravilhoso...
e lembra que se tu sempre desejas ver um arco-íris...

Tens que tolerar a chuva!

Não esqueças... Não há maior arco-íris em nossas vidas
que aquele que vem aos nossos corações depois da chuva.
Desfrute do seu amor e compartilhe com os outros,
Assim terás um arco-íris em teu coração.

Um dia coloridíssimo pra você!!


É SEMPRE BOM COMPARTILHAR AS COISAS BOAS
COM AQUELES QUE GOSTAMOS E ESTIMAMOS!!!

(Autoria Desconhecida)

6 comentários:

Cinda disse...

Olá Querubim por partilhares com todas nós as tuas coisas boas e também as más.
Passei para te deixar um beijinho e uma boa semana.

Querubim disse...

Olá!!
Foi transmissão de pensamento tinha agora mesmo acabado de deixar-te uma msg no teu blog ;o)
Uma boa semana tb para ti e beijinhos

lia disse...

Olá amiguinha,
passei para saber como estás?e para te deixar um beijinho:0)
Fica bem e brigada pela partilha:0)
jinhos.

mari-lou disse...

Olá amiga, tenho saudades de nos encontrarmos por aquimas obrigado pela tua amizade.
É para ti este miminho.


Fitando minhas mãos , recordo meu destino
e lembro minha infância embalada em folguedos;
quanta saudade tenho ao ver meu ser menino,
sem nunca imaginar da vida os seus segredos.

Com enorme prazer, nos dedos descortino,
de meu doce passado, inúmeros enredos;
e em cada teia eu sinto o puro amor divino,
sem olvidar jamais meus pueris brinquedos.

Mas a vida, nem sempre um fulgor de douçura,
às vezes bem cruel destrói toda ternuira,
fazendo então de mim um ser cheio de dor.

Porém revendo agora estas mãos bafejadas,
eu quero agradecer, com preces sublimadas,
o Dom que recebi das mãos do Criador.

Beijinhos.autor .Alda Correa.

Querubim disse...

Obrigada ás duas!!!
Boa noite!
Lia quem és???
Beijinhossssssssssssss
Lina

lia disse...

Olá Lina,
sou a Lia da
http://revolucaodaalma.blogs.sapo.pt/
Beijinhos e bfs.